Companhia de Caçadores 2759

Res Non Verba

 

35º Convívio - Peso da Régua

Kurika  Zé Campos e Sousa

Régua 2007


 

Tenho que voltar atrás uns anos, às nossas raízes, para falar sobre o nosso encontro na Régua, em Outubro de 2007.

Logo em 1973, organizámos o 1º encontro e desde aí, sem excepção, mesmo nos períodos do PREC, os Kuricas reuniram-se por todo o Portugal. Fomos duas vezes à Madeira - nada de mais natural já que a nossa Unidade é o antigo BII19.

Nestes 34 anos, viveu-se muito da dedicação do Vitor Lourenço, a quem devemos o facto de não termos simplesmente desaparecido.

Graças ao Vitor e aos colaboradores das zonas em que se realizavam os encontros, sempre pudemos manter os mínimos e em boas condições anímicas.

Sobrevivemos até á crise de paternidade que nos afectou quando o nosso Bravo Juliet, Armindo de Medeiros Baptista, que estava no comando da PSP do Funchal, faltou aos encontros.

Em 2007 a organização calhou ao Zé Gouveia – Zé da Régua -, que deu o seu melhor e puxou dos galões de anfitrião e de bom organizador, com a parceria indispensável do Vítor Lourenço.

A Régua representava para muitos uma enorme viagem e aquilo que até aí era pratica comum, o almoço e adeus até para o ano, caiu naturalmente pela base. E passámos a adoptar o conceito do fim-de-semana.

Aí foi preciso arranjar hotéis, refeições, visitas e outras actividades culturais que preenchessem essas horas em que estávamos juntos.

As nossas famílias começaram a aparecer mais, por via da nossa amizade e do turismo. Mulheres, filhos e agora os netos.

Mas, voltando ao encontro de 2007, inevitavelmente na Régua, lá ficámos muito bem instalados no Hotel Régua Douro, esmagados pelas fantásticas paisagens e tocados agradavelmente pela organização.

Quando tudo acabou naquele Outubro de 2007, já trazíamos na mochila planos para 2008, mas trazíamos principalmente uma filosofia de encontros completamente virada do avesso.

De então para cá os Kuricas diversificaram as suas iniciativas.

Já tínhamos criado um Hino em 2003, o que foi um prenúncio do muito que estava para vir.

Criámos o Fundo da 2759, com a contribuição de todos, para valer aos que dele necessitem.

Agregadas ao Fundo estão uma série de iniciativas: Boinas, Gravatas, Crachats, Livros, Vinhos etc…

Criámos com tudo isto e acima de tudo uma nova forma de encarar os encontros.

A Missa de Homenagem aos Mortos e por intenção dos Vivos, que se celebrava sempre que possível, passou a fazer parte do programa.

Criou-se um hábito, sentido, de ir prestar uma última homenagem “in loco“ aos nossos que vão desaparecendo, juntando a isso o bonito gesto de continuar a ligação com as suas famílias.

A nossa imagem foi definitivamente alterada. Nos momentos de maior solenidade os Kuricas apresentam-se agora de uniforme nº 1, muito melhor ataviados: Boina, Gravata e crachat da 2759, fato ou casaco.

A estrutura de organização, renovada a partir da Régua 2007, é mais atenta e chega até ao ponto de nos dar os parabéns nos nossos aniversários.

Régua 2007, com ajuda das novas tecnologias que hoje temos à nossa disposição, trouxe também uma maior preocupação em encontrar os Kuricas, espalhados por todos os continentes, não fossemos nós de raiz madeirense.

Acordámos um pouco tarde?

Ainda vamos a tempo!

Tudo é feito em nome da amizade e quase instintivamente. Podemos considerar-nos excepcionais porque não me parece que este tipo de organização seja praticado por mais alguém no mundo dos antigos combatentes, excepção feita às tropas especiais.

Pediram-me para falar da Régua 2007 e eu perdi-me naturalmente por outros caminhos, também nossos

A Régua 2007 foi para mim muito mais do que uma reunião, foi um renascimento.

 

Um Abraço a todos

Kurica Zé Campos e Sousa

 

Lisboa 6 de Agosto de 2009



 

PS: Por que me impressionou especialmente, não quero deixar de falar na cerimónia de imposição da medalha das campanhas, levada a cabo aos pés do Santo Condestável, também Patrono da Infantaria, a nossa Arma, em Vila Nova de Ourém.

Mas sobre Ourém / Fátima , alguém que não eu certamente falará.

 

 

.

 Contacto:  E-mail: jomago47@gmail.com    Telemóvel: 96 61 24 291

.